Home > NOTÍCIAS > Rogério afirma que sua gestão foi atacada por ‘fake news’ e aponta: “Houve uma redução dos gastos do São João de SAJ”

Rogério afirma que sua gestão foi atacada por ‘fake news’ e aponta: “Houve uma redução dos gastos do São João de SAJ”

Atualmente qualquer pessoa ou instituição está sujeita a ser vítima das chamadas ‘fake news’, ou seja, notícias falsas que são compartilhadas nas redes sociais atingindo rapidamente um grande número de pessoas. As notícias falsas foi um dos assuntos tratados pelo prefeito de Santo Antônio de Jesus, Rogério Andrade (PSD), em cerimônia de posse dos novos secretários de Agricultura e Meio Ambiente, Antônio Marcos Lessa, o Marcos Có (PPS), e Maria de Fátima Souza, Fátima do Benfica (PSB), respectivamente.

NOTÍCIAS FALSAS:

O prefeito sinalizou que sua gestão está sendo atacada por ‘fake news’, citando que algumas pessoas dizem inverdades sobre o aumento nos gastos dos festejos do São João no município. Segundo o prefeito, sua gestão diminuiu os gastos da festa em relação a gestão do ex-prefeito Humberto Leite (DEM). Rogério ainda afirmou que procurou o MP (Ministério Público) afim de comprovar a diminuição dos valores, ao invés do aumento.

“Hoje a maior dificuldade que as pessoas estão atravessando é o whatsapp, hoje algumas pessoas não têm responsabilidade com o que colocam no whatsapp. O cara joga qualquer coisa lá e quem lê tem uma informação falsa, então, eu acabei de sair do MP, inclusive fui eu que pedi uma audiência com o promotor onde levei alguns números”, disse o prefeito que citou então os gastos do São João que são apontados em redes sociais como gastos desmedidos, “por exemplo, nos dois primeiros anos do governo passado, 2013 e 2014 comparado há 2017 e 2018 nós economizamos cerca de R$ 3 milhões e 800 mil reais só na grade do São João, nas contrações das bandas, fora as outras economias, tem recursos economizados para fazer outro São João se quisesse”, informou. O prefeito também revelou está pronto para qualquer tipo de questionamento acerca dos gastos na sua administração, “nosso governo, nosso grupo político está muito tranquilo, está tranquilo para qualquer tipo de debate a qualquer momento, com quem quer que seja, com quem possa comparar os números, os indicadores reais de verdade, sem mentiras”, expôs.

MODELO DE GESTÃO:

Para Rogério há por parte de alguns uma certa resistência em aceitar a forma que ele governa, que seria, segundo o próprio, uma maneira de gestão mais ligada aos bairros mais humildes, que têm uma demanda maior de obras públicas. Essa insatisfação por parte de algumas pessoas justificaria os ataques à sua gestão, “o que eu vejo as vezes é a resistência de alguns que não sabem onde fica a Portelinha, que é uma invasão que tinha 14 ruas na lama, e nós já calçamos 4, lá no Gravatá que nós calçamos tudo, olha de onde eu estou falando: estou falando do Gravatá, da Portelinha, Do Açougue Velho, do Bobó, do Milagroso, do Salomão, da Rua do Barro Vermelho”, ressaltou. Andrade apontou ainda, que sua gestão não é composta por troca de favores políticos, nem com vereadores ou famílias influentes da cidade, “em todas as áreas se a gente vier fazer um confronto eu tenho toda a tranquilidade para fazer com quem quer que seja, a diferença é que as vezes a gente ver o descontentamento de alguns porque nosso governo é voltado para o coletivo. Eu não fiz pacto com família ‘A’ nem com família ‘B’ da cidade, eu fiz pacto com o povo de Santo Antônio de Jesus”, garantiu Rogério que também negou ter feito acordos com a Casa Legislativa a troco de cargos, “eu não fiz pacto com vereador A, B ou C”, finalizou.

Reportagem: Voz da Bahia

« Compartilhar...