Home > CRUZ DAS ALMAS > Cruz das Almas: Secretário Pedro Melo esclarece a decisão do Ministério Público sobre barulho na cidade

Cruz das Almas: Secretário Pedro Melo esclarece a decisão do Ministério Público sobre barulho na cidade

Em entrevista ao programa Giro de Notícias com Roger Cerqueira, o secretário de agricultura e meio ambiente Pedro Melo disse nesta segunda-feira (04) que a decisão do Ministério Público da Bahia (MP-BA) sobre a proibição de sons altos em bares, casas de eventos, quiosques e shows no município surgiu por conta de uma demanda dos moradores que querem que os barulhos sejam controlados, principalmente na Rua Ruy Barbosa, conhecida como “Rua da Estação” em Cruz das Almas.

Segundo o secretário, a discussão sobre poluição sonora está em pauta desde o inicio do ano. “Estamos discutindo esse problema desde 18 de janeiro, onde fizemos uma audiência pública. Então o governo não está se inibindo diante disso. Estamos enfrentando esse problema de cabeça erguida para dar a população uma resposta positiva”.

A recomendação do MP-BA refere-se a obrigatoriedade de uma licença para utilização de equipamentos sonoros em estabelecimentos comerciais, especialmente a bares e restaurantes. Além disso, a fiscalização também vai acontecer nesses locais caso haja cadeiras e mesas em cima de passeios e nas laterais das ruas.

Para que a licença seja concedida será necessária uma vistoria técnica. De acordo com Pedro Melo, os estabelecimentos devem solicitar uma visita técnica da secretaria para que tudo seja liberado, pois o documento é expedido pela secretaria de agricultura e meio ambiente.

Na tarde de hoje (04) vai acontecer uma reunião com a participação de Pedro Melo, do procurador geral do município Vagner Santana, dos secretários do Planejamento, Felipe de Viveiros; da Fazenda, Marcelo Vieira e do superintendente de Trânsito, Antônio Carlos (Toinho da Boina) com o objetivo de atender as recomendações apresentadas pelo Ministério Público. A partir dessa reunião, outras serão marcadas diretamente com os donos de bares, restaurantes e músicos.

Edição: Ivisson Costa

InformeCruz

« Compartilhar...