Home > BLOCO TOPO

Sem licitação, Planalto contrata empresa em meio à campanha anticonfinamento

Em meio à crise do coronavírus, a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) da Presidência da República contratou, por R$ 4,8 milhões e sem licitação, uma nova agência de comunicação para tocar as mídias sociais do governo. Uma das principais atribuições da IComunicação Integrada será produzir conteúdo digital na campanha do Palácio do Planalto, intitulada "O Brasil não pode parar", contra o confinamento de pessoas na pandemia. A contratação foi publicada na quinta-feira (26) no DOU (Diário Oficial da União). A assinatura ocorreu com base no dispositivo legal que permite a dispensa de licitação nos casos de emergência ou calamidade pública. O objetivo da prestação de serviços é, segundo o DOU, "disseminar informações de interesse público à sociedade, por meio de desenvolvimento de ações de comunicação". A campanha "O Brasil não pode parar" foi lançada pela Secom para reforçar o discurso de Bolsonaro contra as medidas restritivas adotadas por governadores. O presidente tem pregado que

Leia Mais

Governo Bolsonaro contraria próprio ministério e lança campanha contra isolamento social; veja

O governo Jair Bolsonaro lançou hoje (27) uma campanha nas redes sociais um recado para a população voltar às ruas diante da pandemia de coronavírus. A peça publicitária contraria o que é defendido por cientistas e profissionais da saúde, chefes de Estado e organizações do mundo todo contra a pandemia da Covid-19. A medida ainda é contrária à defesa do isolamento social feita pelo Ministério da Saúde. A campanha “O Brasil não pode parar” reforça que não se pode 'prender a população' ativa e com menos de 60 anos em casa e que todos devem voltar ao trabalho. “Para milhões de pacientes das mais diversas doenças e os heroicos profissionais de saúde que deles cuidam, para os brasileiros contaminados pelo coronavírus, para todos que dependem de atendimento e da chegada de remédios e de equipamentos, o Brasil não pode parar”, narra a peça.   A campanha defende o "isolamento vertical", postura defendida por Bolsonaro

Leia Mais

São Felipe: Incêndio atinge engenho de cana no Caboclo

Um incêndio de grande proporção atingiu um engenho de cana de açúcar, na tarde desta quinta-feira, dia 26, na localidade do caboclo, zona rural do município de São Felipe, no Recôncavo baiano. O incêndio deu início por volta das 17 horas, ocasionado por um curto circuito na rede elétrica. O engenho pertence ao senhor Amilton, conhecido como Piro, filho de Arnaldo. Enquanto esperavam a chegada do corpo de bombeiros, moradores tentaram conter as chamas que já havia tomado todo o imóvel. Não houve vítimas e o fogo foi controlado por populares, com a ajuda do corpo de bombeiros. Editado pelo Tribuna do Recôncavo | Informações: Beni Comunicação

Leia Mais

Nove em cada dez casos de coronavírus não são detectados no Brasil, afirma estudo

Um estudo realizado pela Escola de Londres de Higiene e Medicina Tropical, publicado no último domingo (22), afirmou que o Brasil detecta, em média, 11% dos casos sintomáticos da Covid-19. Ou seja, apenas uma em cada dez pessoas que carregam o vírus foram registradas pelo governo. Ainda de acordo com o estudo, a taxa é maior que a da Itália (6%) e menor que a da Coreia do Sul (83%). A estratégia do país asiático para o combate ao novo coronavírus tem sido considerada referência. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o estudo britânico é baseado em um modelo matemático que usa como referência a taxa de letalidade do coronavírus na China, definida em 1,38%, por pesquisadores daquele país. Essa taxa é um resultado ajustado pelos pesquisadores chineses, levando em conta que a simples divisão de mortes por casos gera um número enviesado, uma vez que não considera o atraso de

Leia Mais

Rui Costa diz achar ‘difícil fazer São João esse ano’ na Bahia por causa do coronavírus

O governador da Bahia, Rui Costa, disse hoje (26) achar "difícil fazer São João este ano" por causa da pandemia de coronavírus em todo o mundo. "Não tomamos a decisão ainda. Vamos esperar um pouco, até final de abril, para tomar uma decisão. Mas a principio acho difícil que a gente consiga reunir multidões em todo o estado", disse ele, em entrevista à TV Band. A Bahia somou 108 casos confirmados de coronavírus até hoje. Nenhuma morte foi registrada.(Metro1)

Leia Mais

Governador sugere que cidades sem confirmação de Covid-19 mantenham feiras livres e comércio

O governador Rui Costa sugeriu a prefeitos de cidades baianas sem casos confirmados de novo coronavírus que mantenham o comércio na ativa. O pedido também se estende à manutenção das feiras livres. Para Rui, as medidas de restrição devem ser gradativas, evitando medidas mais restritivas nesse primeiro momento de enfrentamento da pandemia. “Nos municípios que não tenham casos confirmados não vejo sentido em fechar feiras livres. O que a gente precisa é tomar cuidado. É aumentar os espaços entre feirantes, mudar a feira, ou espalhar a feira por vários espaços na cidade. Porque o agricultor precisa vender . A mesma coisa vale para o comércio”, sugeriu. Segundo o gestor, a ação não valeria para cidades já com casos ou que tenham municípios vizinhos com confirmação para a Covid-19. Rui deu o exemplo de São Félix e Cachoeira. “Mas a decisão eu respeito. Aí vai depender de cada prefeito e da população”, afirmou. (BN)

Leia Mais

Número de casos de coronavírus na Bahia sobe para 91

A Secretaria de Saúda da Bahia (Sesab) divulgou hoje (25) que o número de pacientes confirmados com coronavírus chegou a 91 em todo o estado. Segundo o boletim apresentado pela pasta, são 981 casos descartados e não há óbitos na Bahia. O número contabiliza todos os casos de janeiro até às 17 horas de quarta-feira. Os municípios com casos positivos são estes: Barreiras (1); Brumado (1); Camaçari (1); Canarana (1); Conceição do Jacuípe (1); Conde (1); Feira de Santana (8); Ilhéus (1); Itabuna (1); Jequié (1); Juazeiro (2); Lauro de Freitas (3); Porto Seguro (8); Prado (2); São Domingos (1); Teixeira de Freitas (1); e Salvador (57 casos, sendo três deles de residentes em localidades fora da Bahia, porém com notificação na capital baiana). Ainda segundo a Sesab, os números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

Leia Mais

Caixa ampliará para 90 dias suspensão de pagamento de dívidas

A Caixa Econômica Federal vai ampliar para 90 dias a suspensão do pagamento das dívidas parceladas de pessoas físicas e empresas. Além disso, deve haver o corte na taxa do cheque especial, atualmente em 4,95% ao mês. Na ultima quina-feira, a Caixa já tinha anunciado um amplo pacote de medidas, com redução dos juros em várias linhas de crédito, sobretudo nas linhas de capital de giro para micro e pequenas indústrias, além da suspensão do pagamento de dívidas. (Metro1)

Leia Mais